Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

 

 

Pátio de um Riad (habitação de estilo andaluz)

 

 

À saída da “village”, perto da Koutobia, virei à esquerda em direcção á El-Fna. A esta hora da tarde a El-Fna transforma-se num grande palco onde desfilam até altas horas da madrugada, milhares de pessoas. Um mar impressionante de gente que nunca vi em mais lugar nenhum do mundo.

            Rompi a custo pelo meio de encantadores  de serpaentes, que fazem parte da tradição sagrada e ancestral proveniente da Índia; pelos comedores de fogo; pelos tocadores de tambores; pelos dançarinos Gnawa, negros do Sudão; pelos vendedores de água nos seus trages coloridos em lã; pelos cartomantes;  e passando ao largo da “comisserie”, do “café de france”, das boutiques, dos restaurantes, dos vendedores de crêpes, das tendas de comida, que deixam no ar um aroma inconfundível com mistura a canela, açafrão, pimenta, cominhos, genebra, noz-moscada e chá, aventurei-me pelo Souk das marroquinarias, onde se vende de tudo, desde as cerâmicas a doces, cabedais, sedas, tecidos, especiarias e carne.

            À entrada, um bérbere, esguio, vestido com a sua “djebla” (não sei se pronuncio correctamente), seguiu-me uns metros e tirou-me a pinta:

- Português? Portugal?

Acenei que sim. Já me não largou.

- Figo! Ronaldo! Portugal muito bom!

Quis saber-lhe o nome.

- Ahimii... – e traduziu- Jaime em português!

Ofereceu-se para guia. Senti-me como se tivesse sido salvo de um naufrágio. Perguntei-lhe quanto levava. 300 dirah’s, pediu ele. Mas avisado pelo Mustafá, que me alertou para a costela cigana desta gente, ofereci apenas 50 dirah’s. Ele regateou; queria 200. Mantive-me inflexível; 50 ou mais nada; aceitou. Para que não houvesse mal entendidos, soblinhei: 50 dirah’s... 5 euros, se estava bem assim. Ele acenou que sim; abriu os braços; não havia problema.

Entretanto mudei de ideias e pedi-lhe que me levasse pelas ruelas dos riad’s para ver azulejaria e estuques tradicionais. Acenou mais uma vez que sim e pediu-me que o seguisse.

            E lá fui eu atrás do Ahimii, á aventura, pelas ruelas estreitas da Medina. Passei por boas aventuras com este homem extraordinário e aprendi muito com ele. Mas essa história, e como aqui me falam como a um perito na literatura e arte islâmicas, fica para um dia, quando voltar.

 



publicado por Manuel Maria às 14:39 | link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

PELO NOSSO IRMÃO MARCOS, ...

Canção do Volfrâmio

Bom Natal a todos!

O Primeiro Lugar da Poesi...

dramátia Aldeia ao abanon...

RAMOS ROSA E O SEGREDO O...

Recuperação do Património...

As viagens Iniciàticas de...

Os Talassas

Saudade Estranha

Tradição e Pragmatismo

Romance da Branca Lua

Cavaco e o canto da Maria

Crónica do Bairro Alto – ...

Uma História do Arco Da V...

Chá de Erva da Jamaica

Cada cabeça sua sentença!

Tribunal Constitucional ...

Até um dia, companheiro!

Meu último quadro

Paul, o dragão

A Terra Dos Cegos

A venda de uma vaca

Os Insensatos

Nostálgia...

O "Assalto" ao Castelo d...

A Conjura dos Animais

Lenda do Cruzeiro de Saca...

Boas festas!

tatoo

arquivos

Março 2014

Fevereiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

links
blogs SAPO
subscrever feeds